Detalhes do Artigo

Concussão em atletas de Combate | Comissão de Lutas
Sonafe Brasil - terça, 23 de junho de 2020


Artigo do sócio André Fujita


Sabemos que atletas de alguns esportes de combate têm grande potencial de sofrer uma concussão visto que um dos objetivos é levar seu advserário ao knock out (KO). O KO é definido como como a falha de um combatente em se levantar após ser derrubado por seu oponente antes que o árbitro conte até 10. A definição de technical knock out (TKO) em esportes de combate é muito mais complexa, pois abrange uma ampla variedade de razões pelas quais a luta foi interrompida. No boxe / kickboxing e no MMA, um TKO pode ser administrado se o médico interromper a luta devido à preocupação com uma lesão (por exemplo, laceração, concussão e lesão ortopédica).


Em 2018, a Associação de Médicos de Esportes de Ringue (Association of Ringside Physicians) dos Estados Unidos, criou um consenso (1) sobre as medidas de manuseio de atletas concussionados e retorno ao esporte para atletas de esportes de combate. Entre elas estão:

·       Se um lutador estiver exibindo sinais de uma concussão durante uma luta, a luta deve ser interrompida. Esses sinais incluem, entre outros, dores de cabeça, confusão, visão turva / dupla, náusea / vômito e problemas de equilíbrio / marcha

·       Se um atleta de esportes de combate sustentar um TKO secundário a golpes na cabeça, é recomendável que ele ou ela seja suspenso da competição por um período mínimo de 30 dias. Também é recomendado que o lutador se abstenha de treinar por 30 dias também.

·       Se um atleta de esportes de combate sustentar um KO sem perda da consciência (PC) secundário a pancadas na cabeça, é recomendável que ele ou ela seja suspenso da competição por um período mínimo de 60 dias. Também é recomendável que o lutador se abstenha de treinar por 60 dias também.

·       Se um atleta de esportes de combate sustentar um KO com PC secundário a pancadas na cabeça, é recomendável que ele ou ela seja suspenso da competição por um período mínimo de 90 dias. Também é recomendável que o lutador se abstenha de treinar por 90 dias também.

·       Todos os atletas de esportes de combate, incluindo os vencedores, devem ser avaliados quanto a sinais e sintomas de concussão pós-ataque. A avaliação deve ser realizada imediatamente após o ringue, mas também repetida posteriormente em um ambiente mais silencioso e controlado (por exemplo, vestiário).

·       Atletas de esportes de combate podem participar de treinamento e condicionamento sem contato 1 semana após sofrer uma concussão ou perda por TKO / KO secundária a ataques na cabeça, desde que seus sintomas estejam melhorando e não aumentem a gravidade com a atividade. Recomenda-se uma progressão gradual da atividade com intensidade aumentada, começando com a atividade aeróbica leve, progredindo para atividades mais rigorosas / específicas dos esportes de combate e, finalmente, lutando quando os sintomas tiverem resolvido completamente (caixa 3).

·       Sob nenhuma circunstância um atleta de esportes de combate deve competir ou se engajar em uma atividade de treino ou competição, se estiver apresentando sinais e sintomas de concussão.


Além disso, medidas como avaliação de um especialista, outros testes de baseline educação dos técnicos e treinadores para reconhecimento da concussão são recomendadas.

 

Referência

1)     Neidecker et al. Concussion management in combat sports: consensus statement from the Association of Ringside Physicians. Br J Sports Med Epub ahead of print. 2018, 0:1-6.



Sonafe 2016 © Todos os Direitos Reservados
Designed by Centersite